Série 2 – Arcade – Interiores

Neste episódio, tratamos dos interiores das arcades.

Começamos por aplicar uma camada de primário na arcade do Sérgio em grande estilo e a três mãos. De notar que não foi deixado nenhum pormenor ao acaso, como por exemplo a pintura dos furos para as colunas de som. Seguimos com o corte do acrílico fosco para o “marquee” da arcade do Sérgio, operação esta que passou por duas iterações até ficar perfeita.

O Luís mostra-nos a sua arcade que está com um aspecto quase final, já levou uma camada de cor, o “marquee” já está no seu lugar e falta apenas tratar do rebordo metálico do monitor que ainda necessita de uma segunda demão de tinta.

Na placa das colunas já temos o amplificador e as fitas de LEDs para retro-iluminar o “marquee”, os botões de controlo do monitor foram transferidos para a parte de trás para permitir algum ajuste que possa ser eventualmente necessário. A mainboard está pendurada recorrendo a dois dos parafusos da furação VESA do monitor, a ficha para ligar o power já está colocada na posição definitiva e falta encontrar um botão para ligar e desligar.

Há ainda espaço no fundo da caixa para colocar a fonte de alimentação e decidir onde e como fixar o disco rígido. No caso do Luís, a alimentação de toda a arcade é feita recorrendo a um módulo comprado no eBay. Infelizmente a volatilidade dos produtos que se podem comprar no eBay é enorme de modo que não podemos garantir que este produto ainda exista em anos futuros à publicação deste artigo. A frase de pesquisa que usámos foi esta “AC 220v 12v DC 5a power supply LED strip”.

Para além desta power supply, o Luís recorreu também a um pequeno módulo que produz todas as tensões necessárias para uma mainboard convencional mini-itx que dá pelo nome de picoPSU-120. Este módulo pode ser também encontrado no eBay, havendo inclusivamente inúmeras imitações chinesas que eventualmente farão o mesmo.

Depois de ter tudo montado e a funcionar, o Luís apercebe-se que a colocação dos botões não é a mais ergonómica e resolve refazer toda a área de jogo. O padrão que o Sérgio vai usar também não é uma opção, pois a orientação de apenas três botões é bastante diferente. Como já é costume, o Luís vai preparando a colocação dos componentes em modo exploratório.

Começa pelos quatro furos de suporte e o furo para o joystick, fazendo em seguida os furos para os botões, um de cada vez de forma a que fiquem colocados de forma a haver mais conforto no uso. Esta acção de refazer a área de jogo comprova que as primeiras ideias podem não ser as melhores mas que lá chegamos em várias iterações.

De volta à arcade do Sérgio, montamos a ficha de power e tratamos de fazer a ligação dos fios dos botões da área de jogo. Para tal, já tinha sido preparada uma cablagem a partir de cabo de rede (ethernet,) em que num dos lados do fio foi cravado um terminal e depois isolado com um pequeno pedaço de manga termo-retractil. Foi também preparada uma cablagem para o comum (massa) a todos os botões e aos quatro contactos do joystick.

Temos também que referenciar o projecto MamePanel, de onde foram criadas estas placas de interface “botões arcade – teclado”. O Luís criou uma variante especificamente para a arcade do Sérgio, de forma a suportar um joystick e oito botões, e que está disponível neste repositório do github.

 

ooz_labs_-_s02e09_-_interiores_-_thumb

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *